sábado, 1 de maio de 2010

PAGODE - TEORIA


Boa Tarde Violeiros

Venho aqui hoje com varias vídeo aulas para quem está começando e também para os violeiros mais experientes que desejam aprimorar suas técnicas.

Vamos falar hoje um pouco sobre o ritmo Pagode.

Foram postadas várias musicas de pagode aqui no blog, hoje trago uma explicação de como se faz a batida caracteristica tão marcante nesse ritmo.

O pagode caipira é um dos ritmos mais dificeis de serem executados, e o que eu particularmente acho mais bonito.

Vamos a aula teórica. Todo o conteúdo desta vídeo aula foi retirado do site MVHP. Mini-curso de viola caipira do companheiro Junior da Violla.

O pagode nasceu nas mãos do saudoso Tião Carreiro no final da década de 50. Tião na época fazendo dupla com Carreirinho estava numa rádio em Maringá e em um momento de descanso pegou o violão e começou a brincar com os ritmos. Ao achar o ritmo que seria conhecido por cipó-preto, ele o gravou em um gravador que havia ali. Com o violão gravado ele pegou a viola e começou a procurar outro ritmo que se encaixasse ali. Nascia o pagode de viola. Tião eufórico, na sua chegada em São Paulo mostrou o ritmo para o compositor e parceiro Lourival dos Santos que disse: “Parece um pagode”. Pagode naquela época queria dizer festa de fundo de quintal, bagunça, Somente nos anos 80 o samba carioca tocado em rítmo mais lento seria conhecido por este nome. Vamos conhecê-lo:

O pagode é o ritmo mais difícil de todos pela sua necessidade de coordenação da mão direita e da mão esquerda. Para começar nosso treino, pegue sua viola e toque na corda mi grave a segunda casa com o dedo indicador de sua mão esquerda e sem tirar o dedo dela e sem toca-la novamente, bata com o dedo anelar na quarta corda como um martelo. Bata e fique com o dedo ali, pois se você levantar o dedo, o som morrerá. Isso se chama “ligado” ou em ternos americanizados “hammer-on”. Segue abaixo uma explicação gráfica.



Toque com o dedo indicador na segunda casa da corda mi grave e segure o som, não o deixe morrer



Em seguida bata com o dedo anelar na quarta casa e segure o som, não solte nem o indicador e nem o anelar.

Treine bastante até conseguir fazê-lo o mais limpo possível. Vamos agora ver a parte rítmica. Vamos conhecer a batida seca.

A batida seca é um rasqueado seco, ou seja, toque um rasqueado forte e com o peso da mão na descida, abafe a corda com a palma da mão. O som tem que sair percussivo. Para testar, faça acordes e toque sua batida seca. Se o som do acorde sair é porque ela ainda não está perfeita. Treine bastante isso.

Bom, com o “ligado” e a “batida seca” treinada, vamos ao ritmo:



BS – batida seca

I – indicador

Repare que há um espaço separando a última batida seca e indicador. Este espaço tem sentido. Dê este espaço para tocar. Juntando dois compassos, ele fica assim:



Treine bastante sempre ouvindo as músicas para ter noção do tempo e do ritmo. Agora vamos ver os acordes usados nele.

1 - na saída dos solos: repare no que a viola faz na saída de um solo no pagode. Os acordes usados ali são:

Acorde 1



Acorde 2



Colocando os acordes junto ao ritmo fica:



2 – Para o ritmo no acorde de mi maior: quando precisar manter o acorde mais de um compasso, use o acorde 2:



E o gráfico da levada fica



2 – Para levada do ritmo no acorde de si com sétima ( B7 ) use o acorde 1:



E o gráfico da batida fica:



4- Para outros acordes, como Lá Maior ( A ), Mi maior com Sétima Menor, faça o acorde normal, mas substituindo o ligado pela descida do polegar:



Leiam com atenção todos os passos mostrados aqui, e treinem bastante. No próximo post estarei passando algumas vídeo aulas para facilitar o entendimento do pagode.
Até lá.

5 comentários :

Murilo disse...

Sensacional seu site!! Parabéns! Tenho uma viola Giannini (é dura, mas tem um ótimo timbre) parada em casa e depois de ver seu site estou me animando a retomar os treinos. A didática é muito boa. Obrigado mesmo!

Diego Violeiro disse...

Opa, muito bom ouvir isso companheiro.. boa sorte e retome os treinos sim, esse é um amarviolhoso instrumento

abraços

vitor disse...

muito bom o site
estão de parabéns
estou começando a tocar viola,
e tenho algumas duvidas em questão
de variar o ritimo do pagode nas
músicas,teria como postar um material
que mostra como variar o ritmo
do pagode ao longo das musicas. e tambem exercicios como escalas para treino da agilidades nos dedos.

Anônimo disse...

o meu amigo, parabens pelo site. muito obrigado por ajudar aos aspirantes a violeiro, como eu. gosto de mais da conta de moda de viola.

Lucas disse...

Muito Bom, é o único site que ensina mesmo fazer o Pagode, alem das variedades que nos ajudam muito aprender.

Parabéns !